Blog

04

JAN - 2018

Conheça os 4 maiores desafios da gestão de riscos em TI

No passado, para proteger os bens valiosos de uma organização, bastava colocá-los em um cofre. Mas, atualmente, o mundo corporativo está cada vez mais digital, com praticamente todos os processos de uma empresa passando pela internet e com servidores abrigando um volume de dados cada vez maior e mais estratégico. Diante disso, é necessária uma boa gestão de riscos em TI para proteger as companhias de ataques cibernéticos e enfrentar as diversas questões impostas pelo mundo virtual.

 

1 Segurança dos dados da empresa

Dados de um estudo da consultoria PwC apontam que, entre 2014 e 2015, o número de ataques cibernéticos a organizações, governos e cidadãos comuns cresceu em média 38% no mundo. No Brasil, o crescimento foi de 274%. Nesse cenário, a segurança se torna uma das maiores preocupações do mundo digital, exigindo das empresas uma boa estratégia de combate às ciberameaças.

Para isso, é preciso avaliar constantemente as vulnerabilidades dos sistemas e plataformas utilizados pela organização, criar filtros e bloqueios contra atividades suspeitas dentro da rede. Uma boa política de segurança também ajuda a impedir a instalação de softwares ilegais nos servidores e educa os usuários para o melhor uso dos recursos. Além disso, realizar auditorias no sistema com frequência diminui as chances de invasão por criminosos virtuais.

 

2 Sistemas eficientes

A informação é um dos ativos mais valiosos em qualquer empresa. Sistemas eficientes são fundamentais para captar, registrar,  analisar e proteger a riqueza representada pelos dados que circulam no ecossistema corporativo.

Assim, uma estrutura virtual que atenda às necessidades da empresa é primordial para o sucesso do negócio. O setor de TI deve planejar qual será o suporte que a empresa precisará para atender seus processos. A partir deste entendimento, aliado ao conhecimento do negócio, pode-se montar a estrutura mais adequada para responder a essas demandas

 

3 Manter os sistemas atualizados

Para se manterem eficientes, os sistemas devem ser atualizados com regularidade. A todo instante surgem novas tecnologias que otimizam o ambiente virtual e inúmeras ferramentas são criadas para esse fim. O setor de TI precisa seguir de perto essas inovações, atento ao que está sendo criado e como pode ser utilizado na empresa, de modo que a companhia não fique parada no tempo e saiba aproveitar as novas tecnologias, sem custos e gastos desnecessários.

Manter-se atualizado é uma questão de sobrevivência.

 

4 Terceirização da TI

Terceirizar determinados serviços pode ajudar muito na boa gestão de TI. Por exemplo, se a sua companhia não dispõe de uma equipe devidamente qualificada para monitorar 24x7 um importante banco de dados, por que não terceirizar essa tarefa? Assim, problemas futuros e horas de crise podem ser evitados, ao mesmo tempo que os profissionais podem se dedicar às outras atividades também importante para os negócios. Com todas as exigências que recaem sobre o setor de TI, algumas empresas acabam optando por terceirizar algumas rotinas, melhorando a eficiência do setor e seguindo o planejamento para atender a outras demandas.

E então, restou alguma dúvida sobre o assunto? Continue acompanhando nosso blog para encontrar mais informações e dicas úteis, além de saber mais sobre como podemos ajudar a sua empresa.

 

 

Leia também:

• Gestão de risco: o que é e por que fazer

• Estudo mostra aumento da escalada das ciberameaças em 2017

• Relatório aponta 5 tendências em cibersegurança

Mais Notícias